segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

23:13

          A cidade gela
          Sociedade megera
          A noite cai
         O dia escurece


         Nenhum choro merece
         A plena voz singela
         A lágrima vai
         A dor regenera

         Deixe passar
         Deixe levar
         Não pense
         Suspense

        Fique calado
        Silêncio noturno
        Condensado

        Pense em nada
        Nem em conto de fada
        Fique calado

        A janela bate
        A alma fica parada
        A espinha gelada

        Olhe o relógio
        Onze e treze
        Para fazer suspense
        Estou com medo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assobio '18

A sombra escura paira sobre a cabeça O sabor terroso invade o paladar E sinistramente desce agridoce O medo corrompe meus olhos A frustr...