00:33

Não se pode ficar zangado
Com um lírio do campo
Cuja delicadeza
Tece pétalas tão delicadas
Na sombra do papel

Não há como ficar zangado
Sabendo o quanto que sinto
Um tanto apaixonado
De ficar bobo
Por alguém como você

Não posso dizer
Que não sinto um pouco de medo
Um tanto de agito
Quando pressinto o perigo
De nunca vir a ter
Outro amor e outro sentimento
Maior do que você

Amo pensar em você no silêncio
Silêncio das noites em claro
Cujo sentido não admiro
Por olhar de soslaio
A foto do seu perfil

Que coisa mais infantil!
Sentir algo em silêncio
Falar tudo que penso
E tremer na hora
Que mais que o seu beijo

Mas romântico como sou
Tenho medo que sinta
alguma espécie de raiva
Quando diga que o arrastar
dos meus pés faça
marcas no piso
de tanto me prostrar quando
estou com você

Você não imagina
O quanto é difícil
Resolver esse enigma
Que é descobrir um pouco
Um pouco mais de você
E continuar apaixonado
Cada vez mais sabendo
Que estarei perdido ao seu lado
Perdido com a minha mania de me perder

Não perdi só a chave de casa
Não perdi a chance de rimas
Perdi a oportunidade
De querer mais você
Te abraçar e te beijar
Mas mais do que isso
Aninhar seus cabelos
E dizer que te amo em silêncio

Comentários

Postagens mais visitadas