quinta-feira, 29 de novembro de 2012

X de nexo

       Sinto-me mal.

       Sinto-me mal por ficar calado, sinto-me mal por passar direto, sinto-me mal quando não a olho de modo  singelo. Estou distante, estou frio, muito frio, me sinto mal com isso.

        Eu reclamo da vida, desejo que um simples mês acabe para que outro mês venha, sem saber que é dor que ronda esse dia... Me sinto mal, me sinto terrível, me sinto triste. Triste por não poder abraçá-la, por não ser um bom amigo, não afagar o seu cabelo e dizer que tudo está bem. Não, não está.

       Eu me sinto egoísta, egoísta por fingir não me importar com isso, por fingir fugir de você, mas no final eu não consigo sequer me afastar de você. Aí, hoje eu vejo o quanto você é forte e eu sou fraco, como você é boa e eu sou ruim e percebo que nada pode haver entre nós;

       Eu estou triste com tudo isso, triste por vê-la sofrer, triste mesmo... Nenhuma palavra pode descrever o que estou sentido agora, tampouco o que deve sentir ao lembrar da perda de alguém tão próximo. Eu não sei como deve ser isso, eu realmente não sei, e ainda não quero saber, por mais egoísta que possa parecer.

       Tudo o que eu sei é que não suporto vê-la sofrer, parte de mim desmorona quando vejo você triste e o pior de tudo é não fazer nada, é não falar nada. Será que isso é altruísmo, será isso o amor verdadeiro? Eu não sei e não me importo em não saber, só sei que eu queria ter mais a te oferecer do que singelas palavras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assobio '18

A sombra escura paira sobre a cabeça O sabor terroso invade o paladar E sinistramente desce agridoce O medo corrompe meus olhos A frustr...