sábado, 24 de junho de 2017

Insônia

Estou sem sono outra noite
Sem ter o consolo do abraço
Sem a paz diante dos meus olhos
Estou cansaço desse açoite

Preocupado, penso
Medito, ando de um lado a outro
Estou sem ideias, mas pior que isso
Eu estou sem sono

Fico nesse epitáfio por horas
Sem imaginar o que poderia ser ruim
Senão ficar uma noite inteira ao claro
Terrível não conseguir parar de pensar

Muitas coisas passam na minha cabeça
Desejo um gole de conhaque e talvez dois
Um trago de tabaco, e que sofrimento
É esse pra conseguir dormir!

Fico parado na janela
Conto o número de postes na minha sacada
Acho que são quinze ao todo.
A cidade está cada vez mais fria
Meu coração está gelado
Assim como o ábaco faz contas
Meu cérebro dá giros.

Estou totalmente sem sono.
Estou com frio
E estou sozinho.
É assim que sempre foi a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assobio '18

A sombra escura paira sobre a cabeça O sabor terroso invade o paladar E sinistramente desce agridoce O medo corrompe meus olhos A frustr...