Acima do bem e do mal repousa todas as coisas que concernem a natureza humana.

sábado, 24 de maio de 2014

A vida é um sonho

Quando acordamos
Todas as manhãs
De nosso sono pesado
Quando olhamos para essa janela pesada

Imaginamos o céu aberto
Sem nuvens e com o sol
bem no semblante de nossos olhos

A verdade é que não tememos
Olhar de novo para fora
E esperar sair novamente
de casa todos os dias

Sempre temos uma força de vontade
Sempre queremos tomar essa cidade
Com nossas esperanças e medos
A vida é um sonho

As vezes um sonho contente
Outras um pesadelo demente
Temer a rotina causticante
É correr canto gorjeante

Nessa vida tudo é êfemero
E não podemos ter medo
De não termos segurança
Pois tudo nisso é um sonho

O ato de respirar,
o bombear dos corações
O ato de um beijo
A marca de um sorriso
Tudo isso é um sonho

Nem a matemática do físico
Nem a gramática do erudito
Podem transgredir essa ordem
De que a vida é um sonho
E nós sempre aprendemos a sonhar

Não tema sonhar
Não tema sorrir
Não esqueça de chorar
Tudo que há
E apenas passageiro
E essa é apenas uma opera
Uma sinfonia cosmonáutica

A fusão de nossos átomos
O calor de nossos beijos
O movimento de nossas enzimas
A química de uma paixão

Isso é mera coincidência?
Ou um sonho de nossa
Pequena consciência?

Eu amo pensar em matemática
Falar em números e catetos
Mas amo mais escrever
Em versos meus tormentos

A vida é um sonho
Que não pode acabar
Não podemos pensar em acordar
Nem sequer um dia



Nenhum comentário:

Postar um comentário